terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

Castro de Sabrosa

O castro de Sabrosa é um povoado fortificado, situado na vertente oriental da serra do Criveiro e sobranceiro ao rio Pinhão.
A sua defesa é constituída por três ordens de muralhas. Um duplo fosso, exterior às muralhas, reforça a oeste e a norte, a defesa das zonas mais vulneráveis. O reduto cimeiro evidência varias estruturas: um torreão, cinco casas, rampas de acesso e portas [1].
O castro, construído num período anterior à Idade do Ferro, está classificado como património de interesse público (Decreto nº 251/70, de 3 de Junho) e tem sido nas últimas décadas sujeito a várias campanhas arqueológicas [2].

[1] Bacelar Gonçalves, A.A.H., 1992/93. Contribuição para o inventário arqueológico do concelho de Sabrosa – distrito de Vila Real. Portvgalia. Vols XIII-XIV.
[2] Soares, A. M. R., Sabrosa, Da Pré-História à Actualidade. Edição da Câmara Municipal de Sabrosa, 2005.

12 comentários:

deep disse...

Interessante. Obrigada por mais esta partilha. :)

Boa semana.

Vagamundos disse...

Mais uma vez excelentes fotografias e informação sobre um local por nós ainda desconhecido.
Abraço

Sandra Rocha disse...

Temos uma região muito rica em castros mas muito esquecidos por todos nós, ainda bem que há pessoas como tu :)
Beijinhos.

M.Eugenia disse...

Y que bien conservados están.
Saludos

Elena disse...

Un lugar bien interesante. Las fotos tienen un encuadre inmejorable. Un abrazo.

Beatriz disse...

ola Valentm.

Boa tarde.

Um feliz dia de s. valentim.

bjo e o meu sorriso
Bea

aa disse...

Olá Valentim,
muito interessante este Castro! Um bem hajas pela partilha...

Bom Carnaval!
Beijinhos,
AA

Fernando Santos (Chana) disse...

Caro amigo, belas fotografias e informação de Castro de Sabrosa...Espectacular....
Um abraço

francisco disse...

De facto e um sitio maravilhoso,bons momentos que por la passei no tempo enquanto estudava na escola c+s Miguel Torga de Sabrosa.Visitas por este local interessantes,piqueniques,etc..coisas daquela juventude,da saudades aqueles tempos.

adelinofranco disse...

ola de facto agora sim da mais gosto de ver, há 20 anos atrás andamos por la os dois, para la chegar era um castigo de tanto mato cortar; olha reparei que não te lembraste de tirar a foto a pedra "molde"de espadas que la havia ao fundo! lembras-te? ou com a recuperação deram cabo dela? bem excelentes imagens.

Valentim Coelho disse...

Olá a todos,
obrifado pelos comentários.
Cumprimentos

Julio,
eu ainda procurei essa pedra com o molde da espada, mas não a encontrei.
Um abraço

Anónimo disse...

Bom trabalho. Há que continuar a pesquisar. Pessoalmente vou ver se pesquiso algumas hipóteses de haver um fio condutor, um elo de ligação credível para classificar os povos que edificaram e povoaram a região desde Murça até ao Douro, incluindo o concelho de Alijó e Sabrosa.
As intervenções por vezes mediáticas é que podem estragar alguma coisa ou deixar para sempre na sombra alguns vestígios. Espero que futuras intervenções arqueológicas em Castorigo ou en Favaios, por exemplo, sejam de aturada pesquisa, com cabeça, tronco e membros, para se chegar mais longe...
Continue e bom trabalho.
Luís Neto