sábado, 30 de agosto de 2008

Rio Tua – O rio, o comboio e o fim de tudo!

“O Tejo é mais belo que o rio que corre pela minha aldeia, Mas o Tejo não é mais belo que o rio que corre pela minha aldeia Porque o Tejo não é o rio que corre pela minha aldeia.” [1]

Este poema bem pode traduzir o sentimento dos cidadãos das povoações ribeirinhas do Tua. O vale do Tua, proporciona-nos uma paisagem magnífica de um rio que se soltou das amarras e rasgou caminho por entre escarpas em direcção ao Douro. As suas margens rochosas formam muralhas que se elevam em direcção à foz protegendo este pequeno paraíso que é o rio Tua. Escavada nas escarpas acompanha o curso do rio, a linha de comboio do Tua, considerada uma das mais belas linhas férreas em termos paisagísticos. A viagem de comboio faz-se em ritmo lento pois o relevo irregular e as encostas de declive acentuado não permitem grandes velocidades. A linha do tua não deixa de ser um cenário fantástico, quer pela paisagem envolvente, pelas pontes que atravessa e os túneis quer pela sua passagem por escarpas tão inclinadas que nos dão a sensação de o comboio estar a sobrevoar o rio. Eu jamais esquecerei as viagens que fiz da aldeia do Tua para Mirandela a uns anos atrás, sempre com o olhar colado à paisagem que ia surgindo em frente aos meus olhos, procurando descobrir todos os detalhes, de um mundo que não parecia ser o meu! Mas nem tudo é belo neste paraíso e nuvens negras ameaçam um vale que mantém o seu aspecto original e quase inalterado há milhões de anos. Uma barragem ameaça cobrir de água esta maravilha da natureza, fazendo desaparecer um rio que se esconde por entre abruptas escarpas e submergindo uma das mais belas linhas de comboio.
Existem diversos sítios da Internet de interesse sobre o rio Tua e a linha de comboio onde se encontra bastante informação e belíssimas fotos. Aqui deixo alguns, de certo mais haverá.
[1] O Tejo é mais belo. Poemas de Alberto Caeiro
- Fotos gentilmente cedidas por Francisco Campelos (Joca)

4 comentários:

AA disse...

Olá "afilhado"...:)
Já vi que me adicionaste aqui no teu blog...:) também te vou adicionar ao meu...
Parabéns pela escolha do poema (parte dele) "O Tejo é mais belo" de Alberto Caeiro, pois ficou muito bem para introdução do texto que fizeste sobre o rio Tua.
Infelizmente o futuro da linha da Tua encontra-se em "risco" de ficar submersa por mais uma barragem...
Beijos,

AA

Tânia disse...

Dizem que é das linhas de comboio mais bonitas do mundo! espero brevemente poder experimentar! :)

Valentim Coelho disse...

Olá Tânia,
obrigado pela visita.
A linha do Tua, era de facto uma linha muito bonita.
Cumprimentos

Inês Magalhães disse...

Olá!

Belo texto, obrigada por partilhar. E boa escolha do poema de Alberto Caeiro, que não conhecia.

Fica aqui o convite para dia 27 de Março, domingo, todos participarem no ABRAÇO AO TUA.
Todas as informações estão em http://www.campoaberto.pt/2011/03/16/abraco-ao-tua-2/ e através de abracotua@gmail.com.
Vamos todos abraçar o Tua e mostrar que não queremos a Barragem, queremos a preservação do Vale do Tua e a reactivação da Linha do Tua!

Inês Magalhães