quinta-feira, 30 de julho de 2009

O castanheiro em declínio!

O castanheiro (Castanea sativa Mill.) é originário da Europa Meridional, Ásia Ocidental e Norte de África. Admite-se que a cultura foi introduzida em Portugal, pelos romanos, tendo a sua área sido ampliada ao longo dos séculos. Actualmente as maiores manchas de souto encontram-se em Trás-os-Montes e na Beira Alta.
No último século registou-se um declínio e desaparecimento dos soutos, causado por diversos factores, entre os quais a elevada susceptibilidade do castanheiro a diversas doenças. A doença da tinta do castanheiro, provocada pelos Oomicetas Phytophthora cinnamomi e P. cambivora, é considerada como a principal causadora desta situação de declínio e que está a afectar consideravelmente o património agro-florestal da região transmontana.

6 comentários:

Vagamundos disse...

É uma pena que o tão tipico castanheiro esteja a desaparecer da paisagem rural.
Abraço

Elena disse...

Es de esperar que se esten tomando las medidas oportunas para acabar cason la enfermedad. Que sería si no pudiesemos disfrutar de las ricas castañas en otoño!
Un abrazo.

aa disse...

Olá Valentim!
Gostei bastante destas fotos de soutos de castanheiro...!!! O texto também está muito bem escrito... infelizmente, a doença da tinta, é mesmo uma das grandes causas de destruição do castanheiro, estando como bem dizes, a dizimar estes belos soutos transmontanos...
Espero que a investigação aí no IPB esteja a encontrar soluções no sentido de se 'travar' este declínio...
Beijinhos,

AA

Valentim Coelho disse...

Olá Vagamundos,
é uma pena vê-lo desaparecer, pois ele já faz parte da paisagem de Trás-os-Montes. Cumprimentos

Olá Elena,
o que seria do Outono sem castanhas :))
Cumprimentos

Olá Alexandrina,
alguma investigação está sendo feita, no entanto seria preciso muito mais para inverter esta tendência.
Beijinhos

Helena Paixão disse...

Na terra da minha mãe, Paredes de Coura, ainda se vão encontrando alguns e saudáveis.

Os meus pais têm um mesmo junto à casa e que dá nesta altura do ano uma sombra refrescante. Adoro passar as tardes à sua sombra a ler um livro e a apreciar a paisagem (ái que saudades!...)

Deste conjunto de fotos não sei de qual gosto mais, se da tirada em pleno Outono, se da com verde mais intenso. Uma coisa é certa, são todas muito bonitas.

Bjinhos :-)

clara disse...

Muito legal usar seu Blog para conscientizar as pessoas sobre questões ambientais!
Clariça